Reflexões do meu dia a dia, dos assuntos cotidianos, das polêmicas, das vivências... Aquelas idéias que talvez alguém queira compartilhar e opinar. Afinal aprendizado e conhecimento vem de discussões e troca de experiências!

domingo, 28 de junho de 2015

9. HOMOSSEXUAL: O peso da palavra!

A semana tem me espantado bastante, tantas mensagens de machismo e intolerância como eu nunca tinha visto antes, assim, bem escancarado! Mesmo com o Brasil já reconhecendo a união civil entre pessoas do mesmo sexo, esse assunto é um tabu imenso. Essa foi a semana que eu deletei "amigos" das minhas redes sociais, por conta de mensagens ofensivas pesadas com a manifestação de apoio das pessoas a liberação do casamento LGBT nos EUA.

Minha primeira observação é pelo simples fato de que a vida sexual das outras pessoas não cabe a ninguém, muito menos a minha! O ato sexual sempre foi chamado de "intimidade" por uma razão. É intimo e pessoal. Diz respeito somente as duas pessoas que o realizam e mais ninguém. A nossa função como pais ou educadores das novas gerações é alerta-los sobre os riscos do ato sexual, ensinar a prevenir doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada. Não adianta bater o pé, não adianta fingir que não vai acontecer. Muitos por certos princípios talvez se segurem até o casamento, ou esperem passar dos 18, mas uma hora ou outra o sexo vai aparecer na vida das pessoas, afinal é o nosso instinto mais primitivo.

O amor é algo tão imenso, quebra tantas barreiras, quem nem o maior dos preconceitos é capaz de mudar quem somos por dentro. Você pode por exemplo, parar de falar com alguém que você ama, brigar, se afastar, mas aquele sentimento dentro de você é eterno. O amor é burro e cego. Ele não vê sexo, não vê cor de pele, não vê distância. Ele simplesmente é. Celebrar o amor deveria ser algo comum e diário.

Se você não gosta de repolho, por exemplo, não quer dizer que todas as plantações de repolho do mundo precisam ser exterminadas. Uma pessoa ser homossexual não te faz ser homossexual. Ou você é, ou você não é. Não é um virus, não é uma doença, não é uma condição. É a percepção pessoal que a pessoa tem de si. Assim como tem muitos homens que gostam de cabelos longos, mulheres que gostam de cabelo curto e nem por isso são LGBT. Existem pessoas que gostam do trabalho pesado, e outras que gostam de trabalhos que exigem intelecto, e nem por isso umas são mais do que as outras. Não fazem homens menos homens, e mulheres menos mulheres. Eu mesma não sou a moça da maquiagem e o cabelo perfeito, além daquela roupa super feminina. O que também não me faz homossexual. É o meu gosto pessoal.

Cada pessoa é feita de experiências e sentimentos internos. Não tem como comparar, não tem como dimensionar a vida de alguém. Uma pessoa que se afogou por exemplo, pode nunca mais entrar numa piscina na vida, ou virar o maior nadador de todos pra vencer o seu medo próprio. O mesmo é com o preconceito alheio. Uma pessoa pode fingir que não sente, ou se libertar e encarar o medo de ser julgado. Assim como há pobres que trabalham duro, e filhinhos de papai que rendem ao tráfico.

Digo tudo isso porque temos a mania de estereotipar tudo! Se é preto é pobre. Se usa saia curta é vagabunda. Se divorciou porque não sabe agradar o marido. Se perdeu o emprego é porque é incompetente. Há tantas circunstâncias no meio disso tudo que é ignorada! O mesmo de falar que todo homossexual é afeminado/masculinizado demais. Que todo gay deseja ser mulher, que toda lésbica nunca foi "bem comida".

Uma amiga compartilhou uma notícia sobre um casal homossexual que abusou de uma criança, como se isso fosse a coisa mais absurda do mundo. Não pela situação da criança em si, mas porque foi um casal homossexual. TODOS OS DIAS tem milhares de pessoas heterossexuais abusando de crianças das maneiras mais absurdas. Religião, gênero, cor da pele, condição financeira, opção sexual, nunca foi agravante pra má índole. Gente ruim tem para todos os gostos! É só olhar no noticiário que a gente vê mãe, pai, tia, babá, pessoa estranha abusando de criança, até mesmo padre! Não é o gay que é problemático. O MUNDO é problemático e repleto de gente louca sem caráter. É só olhar os políticos do nosso país, desde os que tem formação superior, até os que vem do "povo" todo dia ajudam a acabar com tudo que temos, e ninguém parece se indignar...

Precisamos tirar o peso das palavras. Negro, Índio, Chinês, Japonês, Mulsumano, não é defeito. Homossexual não é defeito, Mulher não é defeito. Quantas vezes você houve "chora que nem uma mulherzinha". Ter religião não é defeito. Tudo depende do que a PESSOA, ser único e individual faz com as qualidades que tem.

Você respeitar a opção sexual de outra pessoa, a sua privacidade, não te faz homossexual. Se você for se indignar com a exposição "amorosa", se indigne com todas. Porque tem muita gente heterossexual na pouca vergonha na frente de crianças. Se indigne com quem fuma na frente de crianças sendo uma influência. Se indigne com o marido que bate na esposa e os filhos. Com o assassino, com o ladrão... Mas não com o amor de duas pessoas.

Quem tem a oportunidade de amar sabe que o amor é a coisa mais valiosa que temos. Ter alguém pra chamar de seu, pra te apoiar no dia a dia em meio as mil dificuldades que a vida trás, é algo impagável. Não tem intolerância, preconceito, revolta que vai parar o amor. Eu não vejo a minha vida sem meu marido, não quero nem pensar nela assim. E se qualquer pessoa tem esse sentimento tão imenso, essa alegria de estar perto de alguém que retribui as expectativas, eu quero mais é que sejam felizes. 

E para os religiosos de plantão. JESUS CRISTO NÃO DISSE UMA PALAVRA SOBRE HOMOSSEXUALIDADE. Não há relatos disso. Ele sempre pregou o amor, a caridade, a oração e a fé. Então ao invés de fiscalizar a felicidade alheia, se preocupem com os que realmente necessitam... tem muito doente, pobre, inválido, desempregado, precisando de ajuda. Gasta tempo e esforço com esses que pedem ajuda todos os dias e não são ouvidos. E quanto a julgar os outros. DEUS é o juiz, e não você. Preocupe com a sua cota de pecados. Preocupe em ser feliz com quem você ama... Tem mil outras coisas pra se preocupar do quem quem tá se deitando com quem.

A vida é muito breve. Todo dia perdemos pessoas cedo demais. Eu não quero que a minha vida se resuma a atrapalhar a felicidade dos outros. Quero que seja sobre eu cultivando alegria pra mim e pra quem está ao meu redor.

#MaisAmorPorFavor #NãoAoPreconceito #FaçaAlguémFeliz #Intimidadeépessoal